terça-feira, 12 de junho de 2018

Governo do Amazonas autoriza concurso público com 1.700 vagas para agente penitenciário

 

O fim do ano traz uma boa surpresa para os concurseiros do Amazonas. Conforme anunciado na página oficial do governo do estado, o governador em exercício, Bosco Saraiva, autorizou concurso público para agente penitenciário. A oferta prevista é de 1.700 vagas.

Segundo o governo do Amazonas, esse será o primeiro concurso para o cargo nos últimos 30 anos. Com isso, a pretensão é encerrar os contratos de co-gestão terceirizados e retomar o controle total do sistema prisional.

Bosco Saraiva anuncia concurso para agente penitenciário

“Nossos servidores estão com 35 anos de carreira e estão todos prontos para se aposentar. Com o novo concurso, vamos iniciar o processo de preparação dos novos agentes penitenciários para atuar na capital e no interior", declarou o representante.

Situação do concurso

As informações de Bosco Saraiva são de que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a Casa Civil já estão trabalhando para a formalização do edital do concurso. O Governo do Amazonas também está trabalhando para a criação de três novos presídios no interior do estado, municípios de Manacapuru, Parintins e Tefé. O Estado também abriu processo de licitação para contratar empresa para terminar a obra da unidade de Maués. As quatro unidades representam mais 832 vagas no sistema prisional.







Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.