quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Segurança do Metrô agride vendedora ambulante na estação Vila Matilde



Uma vendedora ambulante foi agredida no rosto por um segurança do Metrô de São Paulo, no início da noite de terça-feira, 19, na estação Vila Matilde, da Linha 3–Vermelha, localizada na zona leste da capital paulista. A ocorrência foi registrada às 18h45.

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o momento em que a mulher discute com o agente e leva um forte tapa no rosto. Confira abaixo.
Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)


Juliana da Silva é vendedora ambulante e estava dentro do vagão na estação Guilhermina-Esperança com a companheira Marta dos Santos no momento em que foram abordadas.

Segundo a Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), na Barra-Funda, na zona oeste da cidade, os produtos que estavam com elas foram recolhidos, mas ambas se recusaram a assinar a guia de apreensão.

Elas alegaram, no entanto, que não estavam vendendo mercadorias no momento em que foram abordadas.

As duas mulheres, que estavam no vagão, no sentido Palmeiras-Barra Funda, foram retiradas à força pelo agente da companhia na estação Vila Matilde.

Na plataforma, o funcionário continuou a discussão e agrediu Juliana no rosto. Ela tentou revidar, mas acabou recuando. Passageiros, que acompanharam a confusão, questionaram a violência. Outro segurança que estava no local também discutiu com outros usuários do Metrô.

Segurança do metrô agride vendedora ambulante na estação Vila Matilde: Metrô de São Paulo © Ricardo Rossetto/ Estadão Metrô de São Paulo

Após a agressão, as duas mulheres foram ao Delpom e o caso foi registrado como lesão corporal e ameaça. O policial ainda será interrogado.

Em nota, o Metrô informa que repudia todo e qualquer tipo de violência. "A atuação do empregado não condiz com as diretrizes de atendimento da companhia. Por isso, o agente de segurança envolvido na ocorrência foi afastado de suas funções para apuração", destacou o posicionamento. O nome do funcionário não foi divulgado.

Em 2016, a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) afastou dois seguranças que foram filmados agredindo o estudante de história e skatista Gabriel Lima Pacheco, de 20 anos. O jovem apanhou a cassetadas na estação da Sé, na região central de São Paulo, depois de ter colocado o skate no chão enquanto esperava na fila para comprar passagens.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.