domingo, 17 de dezembro de 2017

PT aprova resolução para apoiar candidatura de Lula em 2018



O Partido dos Trabalhadores aprovou resolução neste sábado em apoio à candidatura ao Planalto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2018.

A resolução adotada na reunião do Diretório Nacional do Partido, reunido na sexta-feira e neste sábado em São Paulo, convoca ainda seus filiados a contruibuírem para uma "tática eleitoral" que permita a eleição de fortes bancadas parlamentares "de esquerda", de forma a modificar o atual quadro conservador do Congresso Nacional.

"Chegamos ao ano eleitoral de 2018 com a candidatura do presidente Lula consolidada de tal forma que não pertence mais ao PT; pertence ao povo brasileiro. Cabe a nós defender a candidatura contra os ataques sistemáticos dos golpistas, que vão usar todos os meios para tentar impedir que o povo manifeste sua vontade nas eleições", diz a resolução.

"A inédita celeridade com que o Tribunal Regional Federal da 4a Região marcou o julgamento é mais um casuísmo imposto ao Presidente Lula por setores do sistema judicial. Se ousarem condenar Lula, estarão comprovando a natureza política de todo o processo."

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região marcou para o dia 24 de janeiro o julgamento de recurso do ex-presidente Lula na ação em que o petista foi condenado pelo juiz Sérgio Moro no caso do tríplex do Guarujá.

Lula vem liderando os cenários de disputas em pesquisas eleitorais.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.