segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Neymar se revolta com notas do Mundial de Surfe: ‘Dá o título logo’



Fã de surfe e amigo pessoal de Gabriel Medina, Neymar ficou revoltado com as polêmicas notas dadas pelos juízes da etapa de Pipeline do Mundial de Surfe ao australiano Ethan Ewing, que neste domingo (17) enfrentou o havaiano John John Florence e perdeu. Para o craque do Paris Saint-Germain, a World Surf League (WSL) quis favorecer John John, que lidera o ranking e pode impedir que o surfista de Maresias conquiste o bicampeonato mundial.

Após a disputa, o craque da seleção brasileira de futebol foi ao perfil da WSL no Instagram e escreveu um comentário para expor sua indignação com os critérios da Liga Mundial de Surfe.

“Dá o título para o John John logo, hoje foi feio demais. Medina, vai para cima, moleque, contra tudo e contra todos”, disse o camisa 10 do PSG.

ENTENDA


John John e Ethan Ewing se enfrentaram no round 3 e só um deles avançaria ao round 4. O havaiano começou dominando a disputa, mas o australiano acabou encontrando duas boas ondas no fim e recebeu notas baixas, o que o impediu, por muito pouco, de desbancar o “favorito” ao título.
Notícias ao Minuto © Fornecido por New adVentures, Lda. Notícias ao Minuto

Assim John John conseguiu avançar com um somatório de 10.87 contra 10.80 do Ethan, que precisava de um 4.67, mas levou um 4.60, desproporcional ao que foi surfado na bateria.







Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.