quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Grife Animale é acusada de trabalho análogo à escravidão


Dez bolivianos foram resgatados nesta terça (19) de três oficinas de costuras em São Paulo e Osasco, cidade da região metropolitana da capital paulista, trabalhando em condições análogas à escravidão para as grifes Animale e a A. Brand, marcas do grupo Soma.

De acordo com o Ministério do Trabalho de São Paulo, eles recebiam cerca de R$ 5 por peças costuradas e faziam jornadas exaustivas em meio a condições degradantes. As mesmas roupas eram vendidas por R$ 698 nas lojas de luxo da Animale.

Trabalhavam das 7h às 21h, por vezes até as 22h, com intervalo de apenas uma hora e dormiam no mesmo lugar em que costuravam, um local repleto de baratas e outros insetos, em contato com instalações elétricas que apresentam risco de incêndio.

Segundo o coordenador da operação e integrante do Programa de Erradicação do Trabalho Escravo da SRT-SP, auditor-fiscal Luís Alexandre Faria, todos os elementos juntos configuram trabalho em condições análogas à escravidão, crime contra o trabalhador.

Os trabalhadores receberam R$ 102 mil em indenizações trabalhista e foram encaminhados ao Centro de Referência de Atendimento para Imigrantes da capital paulista.

OUTRO LADO


Em comunicado, a A.Brand e a Animale esclarecem que as marcas não compactuam com a utilização de mão de obra irregular em suas cadeias de produção.

"Todos os fornecedores assinam contratos em que se comprometem a cumprir a legislação trabalhista vigente e a não realizar a contratação de trabalhadores nessas condições", afirmou a companhia por meio de nota. "O caso em questão retrata um episódio isolado, no qual a fornecedora subcontratou os serviços sem o consentimento das marcas", afirma ainda.

As marcas dizem, ainda, que os valores pagos aos fornecedores diretos são exponencialmente superiores aos cinco reais relatados nos meios de comunicação e que realizaram "significativa ajuda humanitária aos profissionais", além de "tomarem as medidas necessárias para tornar ainda mais rigorosa a fiscalização de sua cadeia produtiva". Com informações da Folhapress.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.