sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

De ranking à torcida: o melhor, e o pior, que podem acontecer para o Brasil no sorteio da Copa



Nesta sexta-feira, a Fifa fará o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2018. O evento, realizado em Moscou, começa às 13h (de Brasília).

Pelas regras do sorteio, times da mesmo continente (com exceção dos europeus) não podem cair no mesmo grupo, o que limita diversas possibilidades de grupo. Na primeira fase, por exemplo, o Brasil não poderá ser sorteado no grupo de Uruguai e Peru (ambos do pote 2), por exemplo, já que todos são da Conmebol.
Saiba Mais

Puyol publicou simulação de sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2018

Já em relação aos times da Uefa, com 14 representantes na Copa, o limite estabelecido pela Fifa é de até duas seleções europeias por grupo – é possível, portanto, que Espanha ou Inglaterra caiam na chave que terá a Alemanha como cabeça, por exemplo.

Veja abaixo como ficaram os potes para os grupos da Copa-2018:


POTE 1


Rússia

Alemanha

Brasil

Portugal

Argentina

Bélgica

Polônia

França

POTE 2


Espanha

Peru

Suíça

Inglaterra

Colômbia

México

Uruguai

Croácia

POTE 3


Dinamarca

Islândia

Costa Rica

Suécia

Tunísia

Egito

Senegal

Irã

POTE 4


Sérvia

Nigéria

Austrália

Japão

Marrocos

Panamá

Coreia do Sul

Arábia Saudita

Confira as melhores (e as piores) para a equipe de Tite em diversos critérios:


Grupo mais difícil pelo ranking dos rivais


Um grupo complicadíssimo para o Brasil levaria em conta o ranking atual da Fifa.

Ele seria formado por Espanha (6ª colocada), que viria do pote 2; Dinamarca (12ª), que viria do pote 3; e Austrália (39ª), que viria do pote 4.

Vale lembrar que a Sérvia (37ª) está melhor ranqueada que a Austrália, mas, segundo as regras do sorteio, não podem haver três seleções da Uefa na mesma chave. Com isso, os sérvios seriam passados para o grupo seguinte e os australianos automaticamente passariam a integrar o grupo brasileiro.

Grupo mais fácil pelo ranking dos rivais


O ranking da Fifa também poderia montar um grupo "moleza" para o Brasil.

Ele seria formado por Croácia (17ª colocada), que viria do pote 2; Irã (32º), que viria do pote 3; e Panamá (56º), que viria do pote 4.

Vale lembrar que a Arábia Saudita (63ª) está pior ranqueada que o Panamá, mas, segundo as regras do sorteio, não podem haver duas seleções da AFC na mesma chave. Com isso, os sauditas seriam passados para o grupo seguinte e os panamenhos automaticamente passariam a integrar o grupo brasileiro.

Grupo com rivais que Brasil mais enfrentou


Um grupo curioso poderia reunir "velhos conhecidos" do Brasil em Copas.

Ele seria formado por México, que viria do pote 2; Suécia, que viria do pote 3, e Japão, que viria do pote 4.

Essa chave envolveria alguns doa países que a seleção mais enfrentou em Mundiais. Até hoje, foram sete confrontos contra os suecos (campeões absolutos nesta quesito), cinco vezes contra os mexicanos e mais uma vez contra o Japão.

Grupo com rivais que o Brasil nunca enfrentou


Um grupo oposto ao de cima envolveria times nunca enfrentados em Mundiais.


Ele contaria com Suíça, que viria do pote 2, Egito, que viria do pote 3, e Panamá, que viria do pote 4.

Deste trio, aliás, os panamenhos estão fazendo sua estreia em Copas do Mundo.

Grupo com rivais de mais história em Copas


Outra possibilidade seria o Brasil cruzar com as equipes que mais somaram pontos na história dos Mundiais.

Essa chave teria Espanha (5º time com mais pontos), que viria do pote 2; México (13º), que viria do pote 3; e Coreia do Sul (26º), que viria do pote 4.

Grupo com rivais de menos história em Copas


Um grupo de seleções com menos pontos somados na história das Copas seria bem diferente.

Ele teria Croácia (27º time com mais pontos), que viria do pote 2; Islândia (nunca jogou Mundial), que viria do pote 3; e Arábia Saudita (50º), que viria do pote 4.

Grupo com os rivais mais desenvolvidos


Montando grupos com base no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos classificados para a Copa, o Brasil só enfrentaria países "ricaços".

A chave verde e amarela teria Suíça (3º melhor IDH do mundo), que viria do pote 2; Dinamarca (5º), que viria do pote 3; e Austrália (2º), que viria do pote 4.

O Brasil, por sua vez, tem apenas o 79º melhor IDH do planeta.

Grupo com os rivais menos desenvolvidos


Já se os grupos fossem montados com base nos menores IDHs, o Brasil pegaria outros "pobretões".

A chave contaria com México (77º IDH do mundo), que viria do pote 2; Senegal (162º), que viria do pote 3; e Arábia Saudita (38º), que viria do pote 4.

Vale ressaltar que no pote 4 há três países de pior IDH que a Arábia Saudita (Nigéria, Marrocos e Panamá). No entanto, nigerianos e marroquinos não poderiam estar no grupo por causa do Senegal, enquanto os panamenhos também estariam impossibilitados de integrar a chave por conta da presença do México.

Grupo com rivais mais populosos


Se o Brasil encarasse os países de maior população na fase de grupos, encontraria três torcidas gigantescas.

Elas viriam de México (129.163.276 habitantes), que viria do pote 2; Egito (97.553.151 habitantes), que viria do pote 3; e Japão (127.484.450 habitantes), que viria do pote 4.

Vale citar que, no pote 4, a Nigéria é mais populosa que o Japão (tem 190.886.311 habitantes), mas não pode estar no grupo pois já há um africano.

O Brasil, por sua vez, tem 209.288.278 habitantes.

Grupo com rivais menos populosos


Já se encontrar os países de menor população, o Brasil terá facilidade em dominar as arquibancadas.

Esse possível grupo teria Croácia (4.189.353 habitantes), que viria do pote 2; Islândia (335.025 habitantes, a menor população de toda a Copa), que viria do pote 3; e Panamá (4.098.587 habitantes).

Vale citar que, no pote 2, o Uruguai tem população menor que a da Croácia (3.456.750 habitantes), mas não pode integrar o mesmo grupo que o Brasil por também ser sul-americano.

Fonte: ESPN




Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.