sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Corinthians acerta venda de Jô para clube japonês




O Corinthians acertou a venda do atacante Jô para o Nagoya Grampus, do Japão. O jogador ainda precisa passar por exames médicos antes de assinar com o clube japonês. A informação foi noticiada inicialmente pela rádio Jovem Pan.


O contrato de Jô com o Corinthians vai até o fim de 2019, mas ele e o Timão consideraram irrecusável a proposta de 11 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) - o Corinthians tem 100% dos direitos econômicos. O atacante já havia recebido sondagens de clubes da China e da Europa.

Aos 30 anos, Jô foi o primeiro jogador do Corinthians a terminar o Brasileirão como artilheiro. Ele marcou 18 gols no campeonato e foi o goleador ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense.

Por conta da ótima temporada de Jô, a diretoria e a comissão técnica do Corinthians já temiam uma boa proposta. O atacante sempre deixou claro seu desejo de disputar a Libertadores pelo Timão, mas nunca garantiu que permaneceria no clube.

Em 2017, Jô participou de 64 jogos e marcou 25 gols. Ao todo, somando sua primeira passagem pelo elenco profissional corintiano, entre 2003 e 2005, o atacante tem 179 partidas e 43 gols pelo Timão.

Para a posição de Jô, o Corinthians conta no elenco atualmente com: Kazim, Júnior Dutra e Carlinhos. O Timão negocia a contratação de Tréllez, do Vitória.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.