quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Concurso Policia Federal 2018: pedido de agente avança no Planejamento



O concurso Polícia Federal 2017/2018, para o cargo de agente, registrou novo avanço no Ministério do Planejamento.

No último dia 17, o processo foi reaberto na Divisão de Concursos Públicos da pasta. A solicitação de concurso para escrivão da PF, por sua vez, permanece, desde 23 de agosto, no gabinete do secretário de Gestão de Pessoas do Planejamento, Augusto Akira Chiba.

Para esses dois cargos, a Polícia Federal planeja a realização de concurso para 1.200 vagas, sendo 600 para cada. Ambos são voltados àqueles que possuem o ensino superior completo em qualquer área, além de carteira de habilitação, na categoria B ou superior.

As remunerações oferecidas são de R$11.897,86 já no início da carreira e incluem o auxílio-alimentação, de R$458. Embora o governo federal tenha planos de reduzir os salários de ingresso dos servidores, ainda não há informações das categorias que serão afetadas.

Com os novos avanços, a PF espera realizar os concursos que deseja. A corporação já esclareceu que autorizou a realização das seleções. Entretanto, elas dependem de manifestação do Planejamento sobre a existência de disponibilidade orçamentária para cobrir as despesas com pessoal.

Agente possui maiores necessidades de pessoal


O cargo de agente é o que concentra a maior carência de pessoal, segundo o sindicato da categoria (Fenapef). De acordo com a entidade, faltam pelo menos 6 mil policiais. Além disso, as aposentadorias também têm se concretizado em maior número entre os agentes. As aposentadorias também preocupam os representantes dos delegados, que defendem a abertura imediata de concurso.

Presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Carlos Eduardo Sobral criticou o governo por não liberar a realização de concursos para a categoria. Ele lembrou a existência de decreto que determina a abertura de concurso da Polícia Federal sempre que a quantidade de vagas desocupadas superar 5% do total existente no respectivo cargo.

O último concurso para agente da PF foi realizado em 2014. Já a seleção mais recente para os demais cargos foi feita em 2012. Tradicionalmente, o Cespe/UnB (atual Cebraspe) é quem organiza os concursos da corporação.


Planos de concurso também para delegado e perito

Além de agente e escrivão, a PF também programa concurso para delegado e perito, para 491 e 67 vagas, respectivamente. Com relação a esses cargos, o último avanço do pedido no Planejamento foi em maio. Ao todo, o órgão quer oferecer 1.758 vagas.

Para ser delegado da PF é preciso ser bacharel em Direito, com três anos de experiência em atividade jurídica ou policial. Já para perito, a formação superior necessária varia conforme a área. Os dois também têm exigência de carteira de habilitação e garantem ganhos iniciais de R$22.102,37.




Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.