domingo, 3 de setembro de 2017

Temer nega preocupação com possibilidade de nova denúncia de Janot




O presidente Michel Temer negou em entrevista à Band TV estar preocupado com a possibilidade de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, oferecer uma segunda denúncia contra ele e afirmou que, se acontecer, tem certeza de que a denúncia será inepta.

“Não temo (uma nova denúncia), não. Primeiro, eu tenho a mais absoluta convicção de que se vier, será uma singeleza e, para não dizer, de uma inépcia tão grande, eu não tenho nenhuma preocupação, primeiro ponto”, disse o presidente na entrevista que foi ao ar na noite de sábado.

“Segundo ponto, isso será cuidado pelo meu advogado. Terceiro ponto, estou muito bem despreocupado em qualquer hipótese de denúncia, não tenho nenhuma preocupação e estou preocupado em levar o Brasil adiante, que é o que estamos fazendo”, acrescentou.

As declarações de Temer, que está em viagem oficial à China, vêm depois de na sexta-feira o Palácio do Planalto divulgar uma longa nota desqualificando a delação premiada do empresário Lúcio Funaro, que deve ser usada por Janot como base de uma nova denúncia contra o presidente.

A delação de Funaro, apontado como um operador ligado ao PMDB no esquema de corrupção investigado pela operação Lava Jato, está nas mãos do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da Lava Jato na corte, para que ele decida se homologa ou não o acordo.




Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.