terça-feira, 19 de setembro de 2017

Homens tiram passageiros de dentro de ônibus e incendeiam veículo na BA-528, em Salvador




Homens armados tiraram os passageiros, o cobrador e o motorista de dentro de um ônibus e incendiaram o veículo, na tarde desta segunda-feira (18), em um trecho da BA-528, no bairro de São Tomé de Paripe, em Salvador. Ninguém ficou ferido. As informações foram passadas ao G1 pela Polícia Militar.

Conforme a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), o ônibus fazia a linha Base Naval-Lapa. O coletivo seguia no sentido Base Naval quando foi abordado pelos suspeitos. Ninguém ficou ferido.



Passageiros, motorista e cobrador foram tirados do ônibus antes do ataque. Ninguém ficou ferido



De acordo com a PM, a situação ocorreu por volta das 14h30, na localidade conhecida como Ponto da Vaca. Após a ação, os criminosos fugiram. O incêndio foi debelado por uma equipe do Corpo de Bombeiros.

A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP), informou que o policiamento foi reforçado na região, e a polícia já tem um suspeito de ter ordenado o ataque, que é integrante de um grupo de traficantes de São Tomé de Paripe. Segundo a SSP, o crime seria uma retaliação ao trabalho da polícia na região, que vem sendo intensificado no combate ao tráfico de drogas.

Conforme a secretaria, quem tiver informações sobre os suspeitos de incendiar o ônibus pode acionar a polícia por meio do Disque-Denúncia 71 3235-0000.






Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.