sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Concurso PRF 2017/2018: solicitadas 2.778 vagas de policial em novo pedido





A PRF encaminhou ao Ministério do Planejamento um novo pedido de autorização de concurso PRF 2017/2018, desta vez para 2.778 vagas de policial rodoviário federal. Antes, o órgão já havia pedido seleção para 1.300 vagas. A informação do novo pedido foi divulgada em nota pela federação da categoria (FenaPRF) e confirmada pela própria Polícia Rodoviária Federal na tarde desta sexta-feira, dia 4, por meio de seus perfis em redes sociais. A nova solicitação foi feita no fim de julho.

De acordo com a PRF e com a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, a intenção é realizar a formação de quatro novas turmas ainda em 2018, com 800 novos policiais, o que demandaria a realização do concurso ainda neste semestre.

Na solicitação, o órgão argumenta que vários servidores se aposentaram nos últimos quatro anos, deixando uma lacuna de quase 3 mil vagas em aberto, prejudicando a segurança das rodovias.


PRF confirmou novo pedido de concurso para 2.778 vagas (Foto: reprodução Facebook)


Este trecho é parte de um conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link do site: https://www.folhadirigida.com.br/noticias/concurso/prf/concurso-prf-2017-2018-solicitadas-2-778-vagas-de-policial-em-novo-pedido ou através ferramentas oferecidas na página. Textos da Folha Dirigida estão protegidos de acordo com seu direito autoral. Não reproduza o conteúdo da empresa, em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida referência de autoria. Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha Dirigida faz em sua propriedade intelectual.
A FenaPRF informou já ter apresentado estudos que apontam como ideal um efetivo de 15.605 policiais, número bem acima do efetivo atual, de pouco mais de 10 mil agentes, de um total de 13.098 possíveis.

Outra requisição do órgão, segundo a federação, foi a de que seja autorizado um concurso público sempre que o número de vagas desocupadas exceder 5% do quantitativo máximo existente ou com menor número, de acordo com a necessidade e a critério do Ministério da Justiça.

“Tal efeito tornaria o processo ainda mais célere e menos burocrático”, afirma a federação. A regra é equivalente à que a possui a PF, para a abertura de concursos para cargos policiais.



Concurso PRF: diretor-geral quer academia 'lotada' em 2018


As informações divulgadas vão ao encontro das declarações do diretor-geral da PRF, Renato Dias, durante solenidade interna do órgão no fim de julho. Segundo o chefe da corporação, porém, a capacidade anual da academia nacional do órgão (ANPRF) é de formação de 2.400 policiais, em três cursos com 800 policiais cada.

Renato Dias manifestou a intenção de ver a academia lotada em 2018. “(Os instrutores) estarão aqui imbuídos de muito trabalho em 2018, formando mais de 2.400 policiais rodoviários federais, se Deus quiser”, afirmou. Assista no vídeo abaixo

Ainda não foi esclarecido, no entanto, se o novo pedido substitui ou se soma ao anterior, para 1.300 vagas, protocolado no Ministério da Justiça no fim de maio.

Requisitos e remuneração

 

 


O cargo de policial rodoviário federal é aberto a homens e mulheres, com idade de 18 a 65 anos, ensino superior completo em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B ou superior.

A remuneração inicial oferecida é de R$9.501,98, já com o auxílio-alimentação, de R$458, havendo previsão de reajustes em 2018 e em 2019.




Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.