segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Atentados de 11 de setembro levam “Dragon Ball Z” aos Trending Topics do Twitter




Hoje, 11 de setembro de 2017, completam-se 16 anos de uma das maiores tragédias da história recente: o ataque terrorista às torres gêmeas do World Trade Center, nos Estados Unidos.

No entanto, para os fãs do desenho “Dragon Ball Z”, a data tem outro significado especial: o dia em que o “Plantão” da Globo supostamente interrompeu a exibição da animação japonesa para noticiar o atentado. No Twitter, as referências foram tantas que acabaram levando o nome da saga de Goku aos trending topics da rede.

“Há exatos 16 anos, a última linhagem da geração que deu certo acompanhava ‘Dragon Ball Z’ quando é interrompido pela Globo e choca a todos“, recordou um usuário do microblog. “11 de setembro e o que a maioria dos brasileiros fazem? Discutem se o ‘Plantão’ da Globo interrompeu o episódio de ‘Dragon Ball Z’ “, “criticou” outro, em claro tom de brincadeira.

Vale citar, no entanto, que interrupção de “Dragon Ball” para dar lugar à cobertura do atentado às torres gêmeas não passa de mera lenda. Naquela manhã de 11 de setembro de 2001, o episódio do dia da animação sequer chegou a ir ao ar, justamente por conta das atenções voltadas à tragédia em solo americano. Quem teve a transmissão cortada por conta do incidente foi outra atração infantil, “Bambuluá”, estrelada por Angélica.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

Na RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.