sábado, 1 de julho de 2017

Maersk diz que operações para clientes deverão voltar ao normal até 2a-feira




(RD5.COM.BR) - A gigante dinamarquesa de logística A.P. Moller-Maersk espera que as operações voltadas para clientes voltem ao normal até segunda-feira e está retomando as entregas de contêineres em seus principais portos, após um ataque digital ocorrido na terça-feira.

"Esperamos que, na segunda-feira, voltemos a algo que se parece muito mais com um estado de negócios normalizado", disse Vincent Clerc, diretor comercial da unidade de transporte da empresa Maersk Line, à Reuters, por telefone.

"Nós recuperamos primeiro os principais sistemas operacionais para terminais Maersk Line e APM e depois trabalhamos em outras aplicações que não têm impacto direto nos clientes", afirmou.

A APM Terminals, que opera 76 terminais de contêineres em todo o mundo, retomará as operações normais nos terminais de Los Angeles e Newark, nos EUA, na sexta-feira, enquanto ainda trabalha em uma solução para recuperar o terminal em Roterdã, na Holanda, disse Clerc.

A Maersk disse que vem recebendo novas encomendas de clientes desde quinta-feira.

"Estamos vendo reservas e pedidos aumentando, mas ainda não estamos em um nível normal para nós. Esperamos receber uma boa parcela de pedidos que não recebemos esta semana", disse Clerc, acrescentando que ainda é muito cedo para quantificar o impacto financeiro causado pelo ataque digital.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

Na RD5 maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.